Tratamento em Chinchilas

CHINCHILAS

Chinchilas são pets muito interessantes, além de serem muito bonitas e fofinhas.

Você sabia que além dos 4 incisivos na frente, elas tem mais 16 dentes na no fundo da boca? Sim, são 20 dentes ao total. Estes dentes são bem diferentes dos nossos, em tamanho, formato, mas a principal diferença é que eles crescem durante toda a vida. Isto tem a ver com o tipo de alimentação. Na natureza, eles se alimentam da vegetação disponível, com isto, eles tem que comer grandes volumes de alimento para satisfazer suas necessidades de calorias, consequentemente, o atrito entre os dentes e a abrasividade dos alimentos levam a um desgaste acentuado dos dentes, que é compensado pelo crescimento contínuo dos dentes. Portanto, na natureza, existe um equilíbrio perfeito entre crescimento e desgaste dos dentes e assim a saúde bucal é mantida. No ambiente doméstico, as chinchilas podem não conseguir este equilíbrio quando sua alimentação é principalmente a base de ração e outras guloseimas, e isto pode afetar a saúde oral deles. O fornecimento de ração, frutas e outras guloseimas é muito calórico e não exige que eles triturem grandes volumes de alimento, levando a um pequeno desgaste dos dentes. Como os dentes estão sempre crescendo, eles começam a ficar grandes. O estudo da mastigação deles mostra que quando eles comem ração o movimento de mastigação muda provocando um desgaste desigual dos dentes, favorecendo a formação de pontas dentárias que machucam a bochecha ou a lingua, causando dor e eles param de comer. A partir daí uma série de alterações pode ocorrer, dentre elas se destaca o desalinhamento dos dentes qe também leva ao desgaste irregular com formação de pontas, além disso, o desalinhamento dos dentes leva ao acúmulo de alimento entre estes dentes, desenvolvimento da doença periodontal e posterior formação de abscessos.

Se você quer cuidar bem da saúde de sua chinchila, além de cuidados veterinários, ofereça a ela a alimentação mais próximo da natural possível, e isto inclue principalmente alguns tipos de capim ou feno. Ofereça vários tipos e veja de qual ou quais ela gosta mais. Não deixe ração à vontade, ofereça pequenas porções, de modo a ela ter que se interessar por outros tipos de alimento, como os capins ou fenos. Pequenas porções de verdura podem ser oferecidas, mas lembre-se que a consistência das fezes deve ser controlada pois chinchilas que não estão acostumados a comer verde livremente podem começar a apresentar fezes amolecidas. Excesso de sementes, frutas e outros petiscos não fazem parte da dieta das chinchilas e não contribuem para a saúde oral. Leve esta sua preocupação com a alimentação e a saúde oral ao seu médico veterinário e juntos cheguem a uma alimentação que seja a mais próxima do ideal para elas.

Veja um video de uma chinchila comendo capim.

Se você notar em sua chinchila dificuldade para comer, começar a selecionar determinados alimentos em detrimento de outros, babar, passar as mãozinhas ao redor da boca, perda de peso, alteração de comportamento (podem começar a se auto-traumatizar), alteração na consistência, tamanho e volume das fezes, alteração no tamanho e cor dos incisivos, todos estes podem ser sinais de problemas odontológicos e um médico veterinário especializado na área deverá ser consultado. Em geral, os dentes precisam ser desgastados e nivelados entre si. O tratamento é rápido e elas vão pra casa logo em seguida.

chinchila-normal-1

Aspecto normal da boca de uma chinchila. Notar que os dentes são bem baixinhos, próximos da gengiva e todos estão alinhados e tem o mesmo tamanho.

chinchila-normal-2

Aspecto normal dos incisivos de uma chinchila. A pigmentação alaranjada é característica do esmalte nos incisivos.

chinchila-inctortos-3

Paciente chinchila com dentes incisivos alongados, tortos e com alteração de cor. Em geral, tais alterações refletem problema nos dentes posteriores que devem ser tratados primeiro.

chinchila-pontas-4

Dentes posteriores superiores do paciente chinchila mostrando pontas (setas) que machucam a bochecha. Os dentes estão grandes (alongados) e com tamanhos diferentes uns dos outros. Estas alterações causam dor e dificultam a alimentação. Dentes precisam ser desgastados e nivelados.