câncer de mama

Outubro Rosa: Câncer de mama em pets, sintomas, diagnóstico e tratamento

Um dos principais tumores que podem atingir nossos bichinhos é o localizado na mama. Por isso é motivo de muita preocupação entre aqueles que possuem um pet.

Um erro bastante comum é pensar que o tumor atinge apenas as fêmeas, uma vez que a doença pode atingir também aos machos, mesmo que em menor proporção.

 

Fique alerta aos sintomas

 

Os principais sintomas que podem aparecer são:

  • Caroços na região das mamas 
  • Secreção nas mamas com odor desagradável 
  • Dores na região das mamas 
  • Inchaço nas mamas 

 

Diagnóstico

 

Não muito diferente dos humanos, para auxiliar no tratamento, é essencial que se tenha um diagnóstico rápido e início imediato do tratamento. Por isso, vale ressaltar a atenção necessária para perceber qualquer sintoma apresentado pelo pet e também, a realização de visitas constantes a um médico veterinário.

 

Segundo dados do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o câncer de mama possui uma alta incidência em pets. Em torno de 45% das cadelas e 30% das gatas desenvolvem algum tumor, sendo que 85% dos casos apresentam caráter maligno, por isso, se faz necessária a visita a um profissional, onde podem ser requisitados exames como tomografia, radiografia e ultra-sonografia, tudo para garantir que o pet tenha o melhor diagnóstico e tratamento.

 

Com exames em mãos, após análise, o médico veterinário poderá dizer qual será o tratamento mais adequado e também o estágio em que a doença se encontra. Alguns médicos veterinários, solicitam a realização de uma biópsia para maior precisão nos resultados.

 

Tratamento

 

Na maior parte dos casos, a primeira opção é a cirurgia de retirada do tumor, que no caso de tumores benignos já é suficiente. Já em casos de tumores malignos, além da cirurgia, é necessário a realização da quimioterapia para garantir que não haja reincidência do caso, bem como a metástase do mesmo. 

 

Prevenção

 

Embora não hajam fatores pontuais para a ocorrência da doença, existem alguns cuidados que podem ajudar na prevenção do câncer de mama. 

 

Um deles é a castração da fêmea antes do primeiro cio. Devido a proporção hormonal ser um dos influenciadores para o aparecimento de disfunções que podem causar a doença, faz deste um dos métodos mais eficazes.

 

Outro colaborador para o surgimento da doença é a ingestão de medicamentos hormonais como o anticoncepcional por exemplo, o que faz com que esse medicamento e outros do tipo sejam contra indicados tanto para cães como para gatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, podemos ajudar?
Powered by