Todos na Tag: saúde bucal

Cuidados com a saúde de pets grávidas

Toda mãe requer carinho e cuidado. Você sabe quais as necessidades especiais das pets nesses momentos?

A felicidade que um pet nos traz é algo que não tem explicação. Saber que a sua pet está grávida, então, nem se fala! É uma mistura de felicidade com ansiedade e puro amor. Mas no meio de todas estas emoções surge a preocupação: O que muda durante esse processo? Quais os cuidados?

A gestação em cães e gatos dura aproximadamente dois meses. Depois de duas semanas, já se pode notar mudanças no corpo e comportamento da mamãe pet.

Nesse momento delicado, o stress e sensibilidade são frequentes. Por isso, evite locais barulhentos e situações que possam gerar ansiedade. Prepare um local quente, limpo e protegido da corrente de vento ou iluminação forte. A pet grávida buscará um “ninho” assim para o parto.

Pode haver a necessidade de servir uma ração diferenciada, afinal, ela precisa de mais nutrientes, pois agora está comendo por mais de um, não é mesmo? Por isso, os dentes e a gengiva precisam estar saudáveis, para que ela possa comer sem nenhuma dificuldade. Os dentes também serão usados como ferramenta auxiliar durante o parto. Então, é de extrema importância uma saúde bucal em dia.

Você sabia que é a mãe que, quando lambe a boquinha dos filhotes, transmite as bactérias que irão colonizar a cavidade oral deles? Então, se a saúde bucal não estiver em ordem, a futura saúde bucal dos filhotes também estará em risco!

Então, escove os dentes da sua pet diariamente. Se houver sangramento, se a gengiva estiver vermelha ou inchada, se os dentes estiverem com tártaro e ela tiver mau hálito, algo está errado com a saúde bucal dela. Agende hoje mesmo uma avaliação odontológica.

Você é um tutor “avô”? Conte para a gente a sua história! E, caso pretenda cruzar a sua pet, marque uma consulta para verificar se tudo está perfeito para esse lindo momento. É só enviar um e-mail para: contato@odontovet.com.br

 

Leia mais

6 modos de saber se seu pet pode estar com problemas bucais

Você sabe identificar se a boca do seu pet vai bem? Nosso médico veterinário Dr. Herbert Corrêa explica alguns sinais que ajudam na identificação de como vai a saúde bucal do seu pet.

  • Mau hálito: é um dos primeiros e o mais conhecido de todos os sinais. O tal do “bafinho” indica que existem bactérias causando problema na boca de seu pet.
  • Gengivas inflamadas (Gengivite): Na maioria dos cães e gatos a gengiva tem a coloração rósea. Se a gengiva estiver avermelhada e inchada, isto é sinal de inflamação, podendo haver até sangramento ao toque ou quando ele mastiga. Em alguns casos, a gengiva pode ser pigmentada (escura) ficando mais difícil identificar a inflamação.

    Imagem da cavidade oral de paciente felino (gato)

  • Tártaro: Os dentes precisam estar sempre branquinhos. Quando eles começam a ficar sujos (crostas amareladas e escurecidas) isto é tártaro. Neste caso, já é necessária uma limpeza profissional com um dentista-veterinário. Em alguns locais, este tratamento é chamado de limpeza de tártaro.
  • Dentes quebrados: levam à dor e infecção quando há a exposição do canal (“nervo”) do dente, precisando ser tratados. Em geral, o tratamento recomendado é o tratamento de canal quando há exposição da polpa (“nervo do dente”) ou a aplicação de um selante Mesmo se não houve a exposição direta da polpa o dente deve ser protegido com a aplicação do selante e radiografado quando não expôs a polpa.

  • Dentes de leite que não caíram: Isto não é normal! Os dentes de leite devem ser extraídos o quanto antes. Quando eles não caem, os dentes permanentes nascem tortos prejudicando o encaixe normal dos dentes. A presença do dente de leite e do dente permanente juntos faz com que mais sujeira e placa bacteriana acumulem entre estes dentes levando ao aparecimento precoce da doença periodontal. Leia mais aqui.

    Boca de um filhote de cão de 5 meses onde nota-se que os incisivos inferiores já foram trocados. Os caninos inferiores de leite (a) ainda estão no lugar e os caninos permanentes (b) estão erupcionando fora de posição, para dentro da boca. Se não houver extração dos dentes de leite, os caninos permanentes continuarão a crescer e irão machucar o céu da boca.

  • Aumento de volumes, inchaços e caroços na cavidade oral: devem ser investigados através de biópsia, pois infelizmente, hoje os tumores de boca são bastante freqüentes (a boca é o 4º local onde mais aparecem tumores).

Perceba que não mencionamos aqui a dificuldade de se alimentar entre os principais sinais de problemas bucais em cães e gatos pois este não é um sinal relatado com frequência por tutores que procuram um serviço odontológico veterinário. Infelizmente muitos pets sofrem com dor sem apresentar sinais. Por isso é importante ficar atento sempre, e, na existência de um ou mais dos sinais relatados acima é importante agendar uma consulta com um dentista veterinário, mesmo que seu pet aparente estar bem.

Além disso, nós do Odontovet recomendamos a escovação diária dos dentes do seu pet como a melhor maneira de manter a saúde bucal e fazer pelo menos uma avaliação odontológica ao ano. Aprenda a realizar uma escovação ideal.

Para mais informações e tratamentos, marque uma consulta conosco aqui.

Leia mais
Olá, podemos ajudar?
Powered by