Todos na Tag: saúde bucal

Cuidados preventivos para as férias

Assim como é importante cuidar da sua saúde, também é importante cuidar do seu pet antes das férias. Confira aqui o que é importante para o seu pet para curtirem tranquilos esse período.

Está chegando o melhor período do ano!

Aproveite essa checklist para te ajudar antes da sua viagem em família:

• Leve ao médico veterinário: Um check-up irá dizer se está tudo em ordem quanto a saúde em geral do seu pet. Desde controle de pulgas e carrapatos, vacinas, até vermifugação, o veterinário poderá te dar tranquilidade para que você não tenha nenhuma surpresa.

• Verifique o estoque de alimentos: Garanta que a alimentação do seu pet não seja prejudicada calculando uma quantidade de alimentos que seja adequada para o período.

• Consulte se o destino é Pet Friendly: Se você optou por viajar com seu pet, não se esqueça de verificar se o local aceita pets e está preparado estruturalmente para receber vocês. Aproveite e pesquise atividades próximas que possam fazer em família, sem precisar deixar o pet sozinho.

• Cuide do transporte: Antes de sair de casa tenha certeza de que o transporte está de acordo com as leis vigentes. Nos carros cães e gatos precisam usar cinto de segurança. Já nos aviões as caixas de transporte tem medidas e pesos máximos específicos.

• Cuidados com a saúde oral: E não se esqueça que a higiene bucal do seu pet não pode ser deixada de lado. Além da escovação diária, é importante uma consulta com o dentista veterinário e aproveitar o período de férias para prevenir doenças bucais.

Quais são seus planos para este mês? Vai ficar na cidade, praia ou campo? Conte para a gente as suas dicas de planos para as férias em família com o seu pet! Quanto mais atividades para a gente, melhor. E não esqueça de marcar o check up odontológico antes de sair de férias: https://odontovet.com

 

Leia mais

Saúde bucal dos filhotes

Aproveitando o mês das mães, saiba tudo sobre a dentição dos seus filhotes.

A chegada de filhotes é uma alegria, mas pode gerar apreensão aos tutores. Há muita desinformação por aí, então reunimos a forma de tópicos, as principais curiosidades e informações relacionadas à saúde bucal dos seus filhotinhos:

  • Cães e gatos recém-nascidos geralmente nascem sem dentes. Com aproximadamente 30 dias de vida, todos os dentes de leite já devem ter nascido.
  • Os primeiros dentinhos são os dentes de leite, também conhecidos como dentes decíduos. Nos cãezinhos são 28 dentinhos de leite e nos gatinhos são 26.
  • Filhotes adoram morder para brincar. Como seus dentes são finos e afiados, as mordidas podem causar alguns arranhões. Cuidado para não estimular um comportamento agressivo no futuro com estas brincadeiras de morder.
  • É importante acostumar desde cedo o filhote a permitir mexer em sua cabeça e sua boca. Você pode massagear a gengiva com os dedos e auxílio de uma pasta para pets, preferencialmente uma que tenha sabor que ele goste.
  • Durante a troca de dentes, a gengiva pode ficar sensível e inflamada, podendo eventualmente ocorrer sangramento e ficar mais seletivo para comer. Essa não é a melhor fase para iniciar a escovação dos dentes. Continue a massagear com bastante delicadeza a gengiva, até que a troca de dentes seja completada.
  • Em cães e gatos, a troca de dentes começa por volta do terceiro mês de vida e vai até o sexto mês. Com 7 meses, todos os dentes de leite devem ter caído e os dentes permanentes já devem ter nascido. São 42 dentes permanentes nos cães e 30 nos gatos. Ou seja, em aproximadamente 3 meses muita coisa muda na dentição do filhote. Problemas nesta fase podem comprometer a saúde bucal permanentemente. Então, seria muito importante que o dentista veterinário acompanhasse essa transição, garantindo que tudo corra bem.
  • O correto e natural é o dente de leite cair e depois de alguns dias ou semanas o dente permanente começar a nascer no mesmo lugar.
  • Por vezes, os dentes de leite podem não cair naturalmente e os dentes permanentes nascerem encavalados. Isso é muito frequente nos cães de raças pequenas. Nesses casos, leve seu filhote a um dentista veterinário para que a extração seja feita imediatamente, de forma que não prejudique o crescimento dos dentes permanentes, causando uma maloclusão (que é quando os dentes ficam fora de posição e não se encaixam perfeitamente).
  • A persistência dos dentes de leite também facilita o maior acúmulo de placa bacteriana e o desenvolvimento precoce da doença periodontal.
  • Se um dente demorar mais do que um mês para nascer, pode ter alguma coisa errada. Nas raças braquicefálicas, como Pugs, Bichons, Lhasas, dentre outras, é comum o primeiro pré-molar inferior não nascer e ficar incluso, levando a formação de um cisto. Se perceber a ausência de um dente, é necessário levar a um dentista veterinário, que irá radiografar para saber se o dente não se formou ou está incluso.
  • A partir da troca dos dentes, aí sim, você deve começar a escovar os dentes diariamente com uma escova humana infantil bem macia. As dedeiras não são tão boas como as escovas, principalmente em boquinhas pequenas. Use somente cremes dentais para pets, preferencialmente um que eles gostem do sabor, assim, eles irão curtir mais a escovação. Faça da escovação um hábito saudável e de aproximação entre você e seu filhote.

Filhote é tudo de bom! Você é ou foi tutor de algum? Não há nada mais delicioso que estar cercado dessas coisas super fofas, não é mesmo? Deixe nos comentários suas memórias favoritas desses pets lindos!

E lembre-se: cuide dos dentes do seus pets desde filhotes! A saúde bucal em dia é um dos importantes passos para ele crescer forte e saudável. Clique aqui e agende uma consulta.

Leia mais

Cuidados com a saúde de pets grávidas

Toda mãe requer carinho e cuidado. Você sabe quais as necessidades especiais das pets nesses momentos?

A felicidade que um pet nos traz é algo que não tem explicação. Saber que a sua pet está grávida, então, nem se fala! É uma mistura de felicidade com ansiedade e puro amor. Mas no meio de todas estas emoções surge a preocupação: O que muda durante esse processo? Quais os cuidados?

A gestação em cães e gatos dura aproximadamente dois meses. Depois de duas semanas, já se pode notar mudanças no corpo e comportamento da mamãe pet.

Nesse momento delicado, o stress e sensibilidade são frequentes. Por isso, evite locais barulhentos e situações que possam gerar ansiedade. Prepare um local quente, limpo e protegido da corrente de vento ou iluminação forte. A pet grávida buscará um “ninho” assim para o parto.

Pode haver a necessidade de servir uma ração diferenciada, afinal, ela precisa de mais nutrientes, pois agora está comendo por mais de um, não é mesmo? Por isso, os dentes e a gengiva precisam estar saudáveis, para que ela possa comer sem nenhuma dificuldade. Os dentes também serão usados como ferramenta auxiliar durante o parto. Então, é de extrema importância uma saúde bucal em dia.

Você sabia que é a mãe que, quando lambe a boquinha dos filhotes, transmite as bactérias que irão colonizar a cavidade oral deles? Então, se a saúde bucal não estiver em ordem, a futura saúde bucal dos filhotes também estará em risco!

Então, escove os dentes da sua pet diariamente. Se houver sangramento, se a gengiva estiver vermelha ou inchada, se os dentes estiverem com tártaro e ela tiver mau hálito, algo está errado com a saúde bucal dela. Agende hoje mesmo uma avaliação odontológica.

Você é um tutor “avô”? Conte para a gente a sua história! E, caso pretenda cruzar a sua pet, marque uma consulta para verificar se tudo está perfeito para esse lindo momento. É só enviar um e-mail para: contato@odontovet.com.br

 

Leia mais

6 modos de saber se seu pet pode estar com problemas bucais

Você sabe identificar se a boca do seu pet vai bem? Nosso médico veterinário Dr. Herbert Corrêa explica alguns sinais que ajudam na identificação de como vai a saúde bucal do seu pet.

  • Mau hálito: é um dos primeiros e o mais conhecido de todos os sinais. O tal do “bafinho” indica que existem bactérias causando problema na boca de seu pet.
  • Gengivas inflamadas (Gengivite): Na maioria dos cães e gatos a gengiva tem a coloração rósea. Se a gengiva estiver avermelhada e inchada, isto é sinal de inflamação, podendo haver até sangramento ao toque ou quando ele mastiga. Em alguns casos, a gengiva pode ser pigmentada (escura) ficando mais difícil identificar a inflamação.

    Imagem da cavidade oral de paciente felino (gato)

  • Tártaro: Os dentes precisam estar sempre branquinhos. Quando eles começam a ficar sujos (crostas amareladas e escurecidas) isto é tártaro. Neste caso, já é necessária uma limpeza profissional com um dentista-veterinário. Em alguns locais, este tratamento é chamado de limpeza de tártaro.
  • Dentes quebrados: levam à dor e infecção quando há a exposição do canal (“nervo”) do dente, precisando ser tratados. Em geral, o tratamento recomendado é o tratamento de canal quando há exposição da polpa (“nervo do dente”) ou a aplicação de um selante Mesmo se não houve a exposição direta da polpa o dente deve ser protegido com a aplicação do selante e radiografado quando não expôs a polpa.

  • Dentes de leite que não caíram: Isto não é normal! Os dentes de leite devem ser extraídos o quanto antes. Quando eles não caem, os dentes permanentes nascem tortos prejudicando o encaixe normal dos dentes. A presença do dente de leite e do dente permanente juntos faz com que mais sujeira e placa bacteriana acumulem entre estes dentes levando ao aparecimento precoce da doença periodontal. Leia mais aqui.

    Boca de um filhote de cão de 5 meses onde nota-se que os incisivos inferiores já foram trocados. Os caninos inferiores de leite (a) ainda estão no lugar e os caninos permanentes (b) estão erupcionando fora de posição, para dentro da boca. Se não houver extração dos dentes de leite, os caninos permanentes continuarão a crescer e irão machucar o céu da boca.

  • Aumento de volumes, inchaços e caroços na cavidade oral: devem ser investigados através de biópsia, pois infelizmente, hoje os tumores de boca são bastante freqüentes (a boca é o 4º local onde mais aparecem tumores).

Perceba que não mencionamos aqui a dificuldade de se alimentar entre os principais sinais de problemas bucais em cães e gatos pois este não é um sinal relatado com frequência por tutores que procuram um serviço odontológico veterinário. Infelizmente muitos pets sofrem com dor sem apresentar sinais. Por isso é importante ficar atento sempre, e, na existência de um ou mais dos sinais relatados acima é importante agendar uma consulta com um dentista veterinário, mesmo que seu pet aparente estar bem.

Além disso, nós do Odontovet recomendamos a escovação diária dos dentes do seu pet como a melhor maneira de manter a saúde bucal e fazer pelo menos uma avaliação odontológica ao ano. Aprenda a realizar uma escovação ideal.

Para mais informações e tratamentos, marque uma consulta conosco aqui.

Leia mais
Olá, podemos ajudar?
Powered by