Todos na Tag: Gatos

Cuidados no Outono para pets

Saiba quais são os principais cuidados que você precisa ter com seu pet no outono

O clima está mudando. Fim de março está aí e com ele chega a temperatura mais amena, as folhas secas e aquela vontade de ficar mais no sofá do que na rua.

Mas, sabia que essa estação exige atenção especial para o seu pet? De aumento de peso a alergias, esse período pode trazer complicações que o acompanharão por todo o ano, ou mais.

Saiba quais são os principais riscos que o outono traz:

Pulgas: Com a queda da temperatura, é normal nos abrigarmos dentro dos nossos lares. Casas quentinhas e fechadas criam o ambiente perfeito para a proliferação de parasitas como pulgas e carrapatos. Se preocupe em estar em dia com a prevenção/tratamento.

Frio: Pets de pequeno porte, como os porquinhos da índia, necessitam de mais atenção. Como seus corpos não retêm tanto calor, eles precisam de uma proteção maior que outras espécies. Coelhos, por exemplo, se adaptam bem ao frio, mas podem sofrer se houver umidade ou permanecerem onde há corrente de ar.

Durante a noite, procure deixá-los dentro de casa, em um ambiente que haja ventilação.

E, caso a temperatura caia muito, existem bolsas de gel que podem ser aquecidas e colocadas próximas às camas de seus bichinhos.

Cuidado: Não colocar diretamente em contato com o pet. O calor intenso pode machucá-los.

– De olho na balança: Assim como nós, pets como cães e gatos também diminuem a frequência de atividades físicas, quando a temperatura baixa. As caminhadas reduzem, as explorações diminuem e a vontade de ficar confortavelmente dentro de casa aumenta. Com a redução de exercícios, há uma tendência ao aumento de peso.

Alimentação: O seu pet vai querer comer mais, afinal, precisará de energia extra para manter o calor do corpo. Adaptar a alimentação para sua necessidade e não exagerar nos petiscos nesse momento é muito importante. Caso perceba falta de apetite, pode ser que seu pet esteja com dor de dente.

– Saúde Bucal: E já que está de olho na alimentação do seu bichinho, é importante lembrar do cuidado diário nos dentes. Mantenha a limpeza dental diária no seu pet, preste atenção no hálito. O famoso “bafinho” pode ser sinal de doenças bucais.

– Cuidado com idosos: um pet idoso sempre requer atenção especial. No outono, não muda. A espessura e força da pele não são mais as mesmas, precisando de auxílio para se manter aquecido. Abrigue os mais velhos sempre com capas/roupinhas, para aquela proteção extra. O cuidado bucal em pacientes idosos também é recomendado.

– Filhotes: No outono, também é necessária atenção extra caso você tenha filhotes, como cachorrinhos ou gatinhos, pois a variação de temperatura deixa os pets mais vulneráveis a vírus e outras doenças comuns do frio. Filhotes são mais sensíveis por estarem em processo de amadurecimento do sistema imunológico, então fique de olho para identificar possíveis sinais de doença.

– Dores: Pets com lesões ou doenças nas articulações ou coluna podem sofrer mais com a queda da temperatura. A dor pode se tornar mais aguda, principalmente em dias chuvosos (primeiros meses da estação). Consulte o veterinário de sua confiança para buscar a melhor alternativa, para amenizar os sintomas.

– Febre, tosse e imunidade baixa: Atenção à temperatura corporal e ao comportamento de seu pet. Nesse período, gripe e tosse são comuns também nos bichinhos.A época é mais úmida, o que causa o surgimento de fungos que também podem causar alergias e doenças mais perigosas. Ao perceber espirros e tosses, consulte o veterinário de sua confiança.

O outono traz doenças e complicações específicas da época. Por isso, além de se preocupar com as dicas que demos, tenha atenção ao nariz escorrendo, que pode indicar rinite ou alergias. Ainda assim, procure aproveitar a estação com atenção, mas também bastante carinho, atenção e sem preocupações excessivas.

Se você conhece alguém que tem pet e que deve saber sobre isso, compartilhe!

E, lembre-se: prevenção é sempre o melhor remédio. Por isso, na hora de cuidar da saúde bucal do seu pet, conte com o Odontovet.

Leia mais

Alguns sinais de que seu gato te ama!

Para as pessoas que nunca foram tutoras de gatinhos identificar os sinais de carinho e consideração dos bichanos pode ser difícil.

Por isso, se você e seu pet ainda estão se conhecendo e se adaptando um ao outro, atente-se a estas pequenas demonstrações de amor que podem vir dele.

  • Encostar a cabeça – quando os felinos gostam de seus tutores, eles demonstram encostando e esfregando a cabeça em alguma parte do corpo do tutor, fazendo com que seja liberado endorfina, tanto no felino quanto no tutor. Esse gesto demonstra também confiança e segurança.
  • Ronronar – O som preferido dos tutores de gato é sim um sinal claro de que ele diz que te ama. É preciso que se preste atenção ao “ronron” do gato para identificar o barulho que ele faz quando está feliz e calmo com sua presença.

  • Deitar no colo ou dormir na mesma cama – O momento do sono do gato é quando ele mais se sente vulnerável, então, se ele procura você para tirar um cochilo, esse é um sinal claro de que ele confia em você.

  • Trazer “presentes” – Gatos são caçadores e, quando conseguem pegar algo, é comum que eles levem as “vítimas” para os tutores como uma demonstração de afeto pelo seu esforço.

E para manter seu amigo felino sempre saudável e feliz, marque periodicamente uma consulta conosco, mantendo a saúde bucal dele em dia. O agendamento pode ser feito no email odontovet@odontovet.com.


[Via]

Leia mais

Bafo de Onça: problemas bucais dos felinos

Atualizado em 26 de Julho de 2018

Problemas bucais dos felinos é destaque na REVISTA da FOLHA, que contou com a consultoria do Odontovet.

Cerca de 80% dos gatos com mais de três anos possuem algum problema bucal. Estar atento aos pequenos sinais é importante, pois na maior parte das vezes estes problemas passam despercebidos, já que os gatos nem sempre apresentam sinais ou reclamam.
Portanto a prevenção é sempre a melhor solução. Esperar algum problema aparecer é arriscado, pois quando os tutores percebem talvez o problema já pode estar em estágio avançado.
A partir desta informação, a Revista da Folha fez uma matéria sobre os principais problemas odontológicos dos gatos, que podem ter um sinal em comum, o mau hálito.

Consultado para a matéria, o Dr. Hebert Corrêa explica como identificar sinais de que a saúde bucal do seu gato vai não vai bem. 

Sinais mais comuns de problemas odontológicos
Os sinais mais apresentados pelos gatinhos são: mau hálito, presença de tártaro nos dentes, gengivas avermelhadas, inflamação, ficar babando sem motivo, sangramento, dificuldade para comer (ou variações, como tentar mastigar e deixar cair a comida, passar a aceitar apenas comida úmida, começar comer e fazer movimentos estranhos com a boca ou até mesmo largar a comida, gritar ou sair correndo, deixando de comer), perda de peso, alterações comportamentais (como: miados constantes, agressividade ou passar a ficar quieto e isolar-se), passar a patinha constantemente no focinho, presença secreção purulenta pelo nariz (principalmente se for apenas de um lado) e aumento de volume na face.

Como prevenir?  

A melhor forma de prevenção é a escovação diária dos dentes dos gatos com pastas específicas para pets, e em geral têm-se mais sucesso se os felinos forem acostumados desde filhotes.
Para fazer a escovação é possível usar uma escova de bebê (recomendampos por exemplo a escova Meu 1º Dentindo da marca Bitufo), e uma pasta específica para pets e, para potencializar os efeitos da escovação, outros métodos podem ser usados para ajudar a manter a saúde bucal do seu gato:

  • Adição de algmas substâncias que ajudam a reduzir o acúmulo de placa e tártaro à ração do seu pet.
  • Petiscos com formato e textura especiais podem ser usados com a mesma função.
  • Existem produtos que também podem ser adicionados à água de beber que ajudam na manutenção da saúde bucal.
  • Além de outros produtos para passar na boca ou gengiva, que inclusive podem reduzir a inflamação gerada pela placa bacteriana.

Se você identificou um ou mais dos sinais citados neste texto, é sinal que pode estar na hora de trazer o seu gatinho para uma avaliação odontológica com um de nossos profissionais especializados. Mesmo que ele seja bem novinho ou que ainda não apresente os sinais que foram citados, recomendamos mesmo assim a avaliação odontológica, pois este é um grande investimento na saúde dele, afinal o seu gato tem até 80% de chances de ter algum problema odontológico durante a vida, e nesta avaliação você será orientado a identificar e prevenir estes problemas.

Para agendar uma avaliação conosco, envie uma mensagem para nós diretamente no Whatsapp clicando aqui, ou entrando em contato através do email odontovet@odontovet.com e pelo telefone (11) 3816 2450

Veja a matéria completa aqui.

Leia mais
Olá, podemos ajudar?
Powered by