Gengivite

Gengivite em cães: entenda mais sobre a doença

As doenças bucais em cães são muito frequentes, mas não normais, e por isso precisam ser entendidas e tratadas. A gengivite acarreta muitas outras complicações que podem comprometer a saúde do pet e pensando nisso preparamos dicas e informações essenciais para entender, prevenir e tratar a gengivite canina.

O que é gengivite?

 

Gengivite é a inflamação da gengiva decorrente do acúmulo de placa bacteriana que produz toxinas que irritam a mucosa da gengiva. Um dos seus principais sintomas é a vermelhidão e o inchaço da gengiva, consequentemente sensível, podendo muitas vezes sangrar e também o mau hálito. O pet pode ter também dificuldade de se alimentar devido à dor causadas pela inflamação. A boa notícia é que a gengivite  tem tratamento, mas se não receber o cuidado necessário, as bactérias podem se infiltrar para baixo da gengiva levandoa retração gengival e perda do osso que segura os dentes. Neste caso, os dentes começam a ficar “moles” e podem “cair”.

 

Como previnir a gengivite?

 

Segundo o Dr. Herbert Corrêa, médico veterinário da Odontovet, uma das principais medidas para prevenir a inflamação da gengiva é a escovação diária dos dentes. A escovação diária evita o acúmulo da placa bacteriana. Vale lembrar que a placa bacteriana não é na maior parte das vezes visível sem auxílio de corantes específicos. Quando a placa bacteriana se calcifica com os sais minerais da saliva forma-se o tártaro que é facilmente percebido. A diferença é que a placa pode ser removida com a escovação e o tártaro não, sendo necessário um tratamento profissional para sua remoção. Então, não espere a placa se tornar em tártaro para começar a se preocupar.

Além da escovação, no mercado, existem vários produtos que ajudam no controle da placa, como ossinhos, snacks, brinquedos, aditivos para colocar na água de beber ou ração, géis para passar na boca, dentre outros.

 

Como tratar a gengivite?

 

Meu cachorro tem gengivite, e agora? Primeiramente, é essencial a consulta a um médico veterinário, para um diagnóstico assertivo e melhor acompanhamento do caso.

O dentista veterinário irá identificar se o problema pode ser tratado com medicamentos ou se já é o caso de uma limpeza profissional removendo o tártaro acumulado e realizando o polimento dos dentes. Vale lembrar que a placa e o tártaro podem se acumular abaixo da gengiva de modo que não conseguimos ver. Este é outro motivo para procurar um profissional especializado em odontologia veterinária. Lembre-se: o mau hálito indica que tem placa bacteriana em atividade na boca de seu pet!

 

Não marque bobeira! Fique atento e mantenha a escovação diária dos dentes seu pet. Relembramos também a importância de levar regularmente seu pet para uma avaliação bucal e também a qualquer anormalidade consultar um médico veterinário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, podemos ajudar?
Powered by