Todas os posts na Categoria: Odontovet Na Mídia

dor no tratamento

Inibição de dor no tratamento odontológico de animais é destaque na revista Cães e Gatos

Dr. Daniel Ferro fala sobre a técnica veterinária que inibe a dor no tratamento realizado nos animais

A reportagem de capa da edição de junho da revista Cães e Gatos VET FOOD aborda o tema “Sem Dor”, falando principalmente da realização de tratamentos odontológicos sem dor aos animais, técnica veterinária comumente utilizada nos procedimentos realizados pelo Odontovet.

Nesse processo, o importante é que efeitos danosos do evento de dor podem ocorrer antes de sua percepção, ou seja, mesmo animais sob anestesia geral sofrem as consequências do estímulo doloroso se ele não for corretamente inibido. Estas reações podem alterar o comportamento do paciente durante o procedimento, interferir na cicatrização das feridas cirúrgicas e alterar o tempo e o padrão de recuperação do animal.

O Dr. Daniel Ferro foi convidado para falar sobre a associação da anestesia geral e anestesia local na eficiência analgésica durante o procedimento cirúrgico e pós-operatório odontológico.

Leia a matéria completa: “Quando a dor não é opção“.

 

Leia mais
Revista Cães e Gatos

Dr. Daniel Ferro na Revista Cães e Gatos edição 183

O Dr. Daniel Ferro esteve presente na matéria especial sobre dentes fraturados, na edição 185 (Janeiro) da Revista Cães e Gatos.

Confira a seguir a matéria na íntegra:

Atenção especial aos dentes fraturados

Deixar um dente quebrado sem tratamento na boca de um paciente é negligência. É a única opção que não pode ser considerada. Somente um especialista é capaz de decidir e aplicar a técnica correta para que o problema não se agrave.

Seus pacientes não possuem tártaro nos dentes porque escova diariamente? Isso é excelente! Têm dentes brancos e além de tudo não têm aquele hálito insuportável? Sem dúvida, é um privilegiado, mas infelizmente isso não é tudo. Se ele quebrou um dente e você não viu ou se decidiu não fazer nada com ele, acredite, o pet tem uma bomba relógio na boca.

Leia mais
CãesAmigos

Dra. Michele Venturini na revista CãesAmigos

Matéria fala sobre como o hálito dos animais pode ser indicativo para problemas de saúde na boca.

A Dra. Michele Venturini falou à revista CãesAmigos sobre o famoso “bafinho” dos cachorros, que não é normal e pode ser sinal de problemas bucais.

“Assim como nós, os cães têm vários tipos de bactérias na boca. Elas acumulam-se sobre os dentes formando o que conhecemos como placa bacteriana.”

A matéria está na edição deste mês, número 57. Confira-a na íntegra logo abaixo.

Leia mais

Bafo de Onça: problemas bucais dos felinos

Atualizado em 26 de Julho de 2018

Problemas bucais dos felinos é destaque na REVISTA da FOLHA, que contou com a consultoria do Odontovet.

Cerca de 80% dos gatos com mais de três anos possuem algum problema bucal. Estar atento aos pequenos sinais é importante, pois na maior parte das vezes estes problemas passam despercebidos, já que os gatos nem sempre apresentam sinais ou reclamam.
Portanto a prevenção é sempre a melhor solução. Esperar algum problema aparecer é arriscado, pois quando os tutores percebem talvez o problema já pode estar em estágio avançado.
A partir desta informação, a Revista da Folha fez uma matéria sobre os principais problemas odontológicos dos gatos, que podem ter um sinal em comum, o mau hálito.

Consultado para a matéria, o Dr. Hebert Corrêa explica como identificar sinais de que a saúde bucal do seu gato vai não vai bem. 

Sinais mais comuns de problemas odontológicos
Os sinais mais apresentados pelos gatinhos são: mau hálito, presença de tártaro nos dentes, gengivas avermelhadas, inflamação, ficar babando sem motivo, sangramento, dificuldade para comer (ou variações, como tentar mastigar e deixar cair a comida, passar a aceitar apenas comida úmida, começar comer e fazer movimentos estranhos com a boca ou até mesmo largar a comida, gritar ou sair correndo, deixando de comer), perda de peso, alterações comportamentais (como: miados constantes, agressividade ou passar a ficar quieto e isolar-se), passar a patinha constantemente no focinho, presença secreção purulenta pelo nariz (principalmente se for apenas de um lado) e aumento de volume na face.

Como prevenir?  

A melhor forma de prevenção é a escovação diária dos dentes dos gatos com pastas específicas para pets, e em geral têm-se mais sucesso se os felinos forem acostumados desde filhotes.
Para fazer a escovação é possível usar uma escova de bebê (recomendampos por exemplo a escova Meu 1º Dentindo da marca Bitufo), e uma pasta específica para pets e, para potencializar os efeitos da escovação, outros métodos podem ser usados para ajudar a manter a saúde bucal do seu gato:

  • Adição de algmas substâncias que ajudam a reduzir o acúmulo de placa e tártaro à ração do seu pet.
  • Petiscos com formato e textura especiais podem ser usados com a mesma função.
  • Existem produtos que também podem ser adicionados à água de beber que ajudam na manutenção da saúde bucal.
  • Além de outros produtos para passar na boca ou gengiva, que inclusive podem reduzir a inflamação gerada pela placa bacteriana.

Se você identificou um ou mais dos sinais citados neste texto, é sinal que pode estar na hora de trazer o seu gatinho para uma avaliação odontológica com um de nossos profissionais especializados. Mesmo que ele seja bem novinho ou que ainda não apresente os sinais que foram citados, recomendamos mesmo assim a avaliação odontológica, pois este é um grande investimento na saúde dele, afinal o seu gato tem até 80% de chances de ter algum problema odontológico durante a vida, e nesta avaliação você será orientado a identificar e prevenir estes problemas.

Para agendar uma avaliação conosco, envie uma mensagem para nós diretamente no Whatsapp clicando aqui, ou entrando em contato através do email odontovet@odontovet.com e pelo telefone (11) 3816 2450

Veja a matéria completa aqui.

Leia mais

Odontovet é destaque na Revista Cães e Gatos

Matéria destaca o pioneirismo do centro e parabeniza os 20 anos de mercado.

A Odontovet foi destaque na edição 179 da Revista Cães e Gatos com a matéria “Especializados em sorrisos”.

Ao falar sobre as duas décadas de atuação exclusiva no atendimento em odontologia veterinária, a Dra. Michèle Venturini comentou sobre as barreiras no inicio do centro.

“Em 1994, ninguém entendia como era possível se dedicar exclusivamente a esta especialidade. Foram anos lutando para mostrar aos colegas e aos proprietários este era um trabalho sério”

A matéria também abordou a estrutura do centro, os tratamentos oferecidos e a equipe. Questionado, o Dr. Daniel Ferro comentou a importância de oferecer um bom atendimento em um ambiente tranquilo.

Leia mais
Olá, podemos ajudar?
Powered by