dentes de leite dos filhotes

Saiba mais sobre troca de dentição e dentes de leite dos filhotes

O tempo ideal para a troca dos dentes em cães e gatos é por volta do 4º ao 6º mês de vida, quando normalmente os “dentes de leite” caem e os dentes permanentes nascem.

Porém é muito comum, sobretudo em pets de raças pequenas (poodle, york e maltês), que haja persistência nos dentes de leite, problema que deve ser tratado precocemente para evitar que os dentes permanentes nasçam tortos, prejudicando toda arcada dentária e também evitando o surgimento da doença periodontal, facilitada pelo acúmulo de placa bacteriana nos dentes que estão muito próximos.

Se for notado que os dentes permanentes do filhote estão crescendo, mas os “de leite” ainda estão na boca, é necessário encaminhar o pet para um veterinário especializado para que seja realizada a extração imediata deles proporcionando o espaço ideal para o crescimento dos dentes permanentes. Mesmo quando é dito que o “dente de leite” poderá cair mais tarde, o cão ou gato corre o risco de ter os dentes na posição errada, prejudicando sua mordida, alimentação, saúde e diminuindo sua qualidade de vida num geral.

Então, ao perceber que seu filhote apresenta este problema, não hesite procurar uma de nossas unidades para agendar a extração dos dentes necessários. O procedimento é rápido, sem necessidade de internação e o filhote vai pra casa no mesmo dia, logo após a cirurgia.

Reunimos dois casos em que o a falta de queda dos dentes de leite prejudicou o nascimento dos dentes permanentes, que ficaram irregulares:

Boca de um cãozinho de 5 meses, onde nota-se que os incisivos inferiores já foram trocados. Os caninos inferiores de leite (a) ainda estão no lugar e os caninos permanentes (b) estão nascendo fora de posição, mais para dentro da boca. Se não há a extração dos dentes de leite, os caninos permanentes continuaram a crescer e irão machucar o céu da boca. Recomenda-se a extração imediata dos caninos de leite.

 

Dentes de um filhote de cão de 6 meses de idade com persistência do canino de leite superior (a). O dente permanente (b) nasceu em posição errada não havendo espaço para o canino inferior (c). Além disso, pelos dentes estarem muito próximos há um maior acúmulo de placa bacteriana que leva à doença periodontal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, podemos ajudar?
Powered by