Todas os posts na Categoria: Uncategorized

Dia do Gato: 6 curiosidades sobre felinos

Dia 17 de Fevereiro é comemorado o Dia Mundial do Gato, e, para marcar a data do animal de estimação mais popular do mundo e da internet, trouxemos 5 curiosidades sobre a saúde bucal deles.

  1. 80% dos gatos com 3 anos ou mais possuem algum tipo de problema bucal
  2. O principal problema é a doença periodontal, causada pelo acúmulo de placa bacteriana
  3. Gatos possuem duas dentições: nascem com 26 dentes de leite e ao sexto mês trocam para a arcada definitiva, que possui 30 dentes.
  4. Agressividade e miados constantes sem motivo aparente são um dos sinais de problemas
  5. O primeiro sintoma de problemas bucais mais graves é o mau hálito
  6. Gatos podem e DEVEM ter seus dentes escovados diariamente, porém é necessário que sejam acostumados desde filhotinhos.

 

Para saber mais sobre saúde bucal para gatos e cuidar da boca do seu felino, agende uma consulta conosco através do email odontovet@odontovet.com

Leia mais

Dr. Herbert Correa participa do Congresso Paulista de Especialidades

Nesta semana o Dr. Herbert Correa palestrou durante o Congresso Paulista de Especialidades, evento promovido pela Sociedade Paulista de Medicina Veterinária. O tema abordado foi Ortodontia Veterinária, onde o doutor comentou sobre diversos casos em que pacientes com dentes “tortos” sofriam e como foi possível devolver o conforto e a qualidade de vida aos animais através do uso de aparelhos ortodônticos.

O evento também foi uma oportunidade de reencontrar grandes amigos e especialistas renomados da área. Confira as fotos:

14139454_871676022934463_1294283596_o

Dr Franz, endoscopia. Dr. Leonel, especialista em odontologia e Presidente da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária.

 

14203561_871677656267633_279654845_o

Dra. Cristina Fotin, especialista em animais silvestres

 

14159778_871765146258884_1739990525_n

Esq para direita. Dr Arno, Dr Leonel e Dra Fernanda. Todos especialistas em odontologia.

Leia mais

Doenças bucais podem afetar outros órgãos e causar doenças

Algumas bactérias presentes na boca dos animais, em especial animais que possuem doenças periodontais, podem ser engolidas e transportadas para todo o corpo, afetando órgãos vitais e causando uma série de doenças. No infográfico abaixo é possível conferir aonde podem ocorrer algumas dessas doenças:

infografico2

Essas doenças podem ocorrer pois as bactérias da boca são engolidas e podem cair na corrente sanguínea e, por consequência, podem se instalar nos órgãos. Em animais saudáveis geralmente essas bactérias são rapidamente filtradas e combatidas, mas, em animais que possuem um quadro de inflamação, o corpo pode produzir reações químicas que enfraquecem a imunidade a as células, abrindo portas para o surgimento de problemas.

Além disso, ressaltamos que a doença periodontal é silenciosa e, apesar de causar dor na boca do animal, normalmente ele não demonstra anormalidades e, por isso, o proprietário demora a perceber, ou muitas vezes não percebe até que esteja num estado avançado. Por isso dizemos que o mau hálito é o maior sinal de problemas, pois indica a presença de bactérias na boca. Não ignore o único alerta de que seu pet pode estar com a saúde em risco e faça o acompanhamento regularmente.

Agente uma consulta conosco agora mesmo através do contato@odontovet.com ou pelo telefone 11.3816-2450 e tire todas suas dúvidas.

Inspiração da Imagem: Veterinária Noroeste

Leia mais

Quer fazer voluntariado animal? Veja algumas formas de ajudar.

Fazer voluntariado animal não é complicado e não é preciso ter muito tempo disponível para realizá-lo. Se você tem interesse em ajudar animais, veja algumas formas de começar o mais rápido possível a fazer o bem!

Faça doações – Se ter tempo é seu maior problema, que tal tentar ajudar financeiramente ou com materiais? Você pode doar qualquer quantia à abrigos e ONGs, ou, se não quiser dar dinheiro vivo, pode contribuir com sacos de ração, material de limpeza, entre outras coisas. Como cada local tem uma necessidade, o ideal é entrar em contato e perguntar do que estão precisando.

Vire padrinho de um animal – Talvez você não possa adotar nenhum tipo de animal ou prefere não adotar por não ter condições de dar toda atenção necessária, mas que tal apadrinhar? Uma parte comum do voluntariado é o apadrinhamento, onde você se torna responsável por oferecer mensalmente toda assistência ao pet, com alimentação, medicamentos e também com carinho, podendo visitá-lo uma vez por semana. Ao escolher uma instituição que tenha esta possibilidade, se informe sobre os procedimentos de apadrinhamento, pois eles podem mudar.

Promova campanhas de arrecadação – Quem tiver tempo disponível, mas não dinheiro, pode promover campanhas para arrecadar alimentos, medicamentos e até dinheiro para abrigos de animais em seu bairro, condomínio, escola ou trabalho, divulgando o trabalho das instituições e como ajudar futuramente também.

Auxilie veterinários – Alguns profissionais aceitam voluntários para auxiliar durante os tratamentos aos animais. Se você acredita que possui o dom de cuidar de bichinhos, converse com os profissionais próximos a você e veja a possibilidade de ajudar. 

Leia mais

Doutores do Odontovet apresentam seminário em Portugal à convite de universidade

A Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (FMV-ULHT), situada em Lisboa, criou um programa de extensão universitária que tem como objetivo aproximar a universidade aos profissionais de medicina veterinária, através de um conjunto de ações de formação.

Batizada de ‘Programa Horizonte Veterinário’, a iniciativa inclui várias ações de formação gratuitas para médicos veterinários em “áreas relevantes da Medicina Veterinária, com o objetivo de dinamizar a aproximação entre a vida académica e o mercado de trabalho”, segundo a FMV-ULHT.

O programa iniciou-se hoje, dia 27 de abril, com um seminário apresentado pelos nossos médicos veterinários Dra Michele Venturini e Dr. Daniel Ferro, com o tema: ‘O Presente e o Futuro da Medicina Dentária Veterinária – A experiência do primeiro Centro Veterinário Especializado do Brasil e da América Latina’.

Leia mais

Nutrição a favor da saúde bucal do seu pet

Ainda que você e seu pet já estejam especialistas na higiene bucal diária, é importante saber que a forma como seu cão se alimenta pode ajudar na higiene bucal dele.

A princípio, o tamanho e o formão do grão da ração do seu pet não são puramente estéticos, sendo moldados para auxiliar na limpeza dos dentes. Em rações de filhotes, por exemplo, os grãos são pequenos e de textura macia, consequentemente mais fácil para a mastigação.

Já em rações para cães adultos os grãos são mais firmes e a textura mais áspera, além de serem maiores, estimulando assim a mastigação e auxiliando na manutenção da higiene bucal. 

Indo além desses fatores, a formulação da alimentação dos cães pode ajudar ainda mais a manter a saúde bucal em dia. Rações que possuem agentes quelantes de cálcio incorporados aos grãos podem auxiliar o cálcio da saliva a se tornarem indisponíveis para formação de tártaro, reduzindo o risco de acúmulo de placas nos dentes.
Tem mais alguma dúvida? Agende uma consulta conosco agora mesmo!

Leia mais

Pesquisa revela que dormir com seu pet melhora o sono

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Sono da Mayo Clinic, nos EUA, revelou que dormir com seu bichinho de estimação faz bem para o sono.

Os pesquisadores avaliaram cerca de 150 pacientes e verificaram que as pessoas que dormiam com seus cães ou gatos se sentiam mais seguras e relaxadas, contradizendo uma pesquisa anterior, que dizia que a presença dos animais prejudicava o sono.

Na pesquisa mais recente cerca de 56% das pessoas dividiam a cama com seus pet e dessas apenas 20% afirmou ser acordado pelo animal durante a noite. 41% afirmaram que se sentiam melhor ao dormir com seu animalzinho.

A explicação é que a presença do cão ou gato na cama relaxa e dá sensação de segurança, entre outras coisas.

“Muitos donos veem os animais como membros da família e por isso gostam de incorporá-los em vários aspectos do cotidiano”, observaram os pesquisadores.
Fonte: terra.com.br

Leia mais

Hospital libera visita de animais a tutores internados

O Hospital Albert Einstein, em São Paulo, passou a liberar visitas dos animais domésticos de tutores internados, mesmo em unidades semi-intensivas. Ainda que sob rígido protocolo, os animais são considerados membros da família e ajudam na recuperação dos pacientes.

Após 3 anos de preparo da equipe e testes, o Einstein se tornou o 35º hospital do mundo, e o primeiro da América Latina, a ter o selo concedido pela organização americana Planetree, para ter animais domésticos em suas dependências.

Para que os pets possam visitar seus tutores é preciso que passem por uma avaliação com laudo do veterinário atestando boa saúde e precisam tomar um banho bem caprichado antes da visita, além da apresentação de documentos de vacinação e o comprometimento com a tranquilidade do cão. O médico do paciente também precisa estar de acordo com a visita e uma equipe multidisciplinar acompanha todo o processo.

Essa medida faz parte do processo de humanização do hospital, e a liberação – ainda que rígida – da visita de animais visa promover felicidade, paz e bem-estar aos pacientes, além de auxiliar na resposta aos tratamentos e na recuperação.

Nós apoiamos esta atitude, porque o amor de um animal é grandioso!

Leia mais

Dr. Daniel Ferro no Conpavepa

Além da Dra. Michele, o Dr. Daniel Ferro também esteve presente no Conpavepa palestrando.

O tema foi “Porque não utilizar antibióticos no tratamento odontológico”, já que a discussão hoje sobre o uso racional de antibióticos para redução de bactérias resistentes é também um tema a ser abordado na odontologia veterinária.

Confira sua participação nas fotos acima.

Leia mais

Pet Assist oferece desconto exclusivo para fãs do Odontovet

O Odontovet tem o prazer de anunciar uma parceria com a Pet Assist, empresa especializada na assistência de cães e gatos em caso de falecimento do dono, oferecendo um novo lar aos animais. O seguro visa acolher e dar os cuidados necessários aos animais no caso de alguma eventualidade, possibilitando assim que a qualidade de vida do pet seja mantida, mesmo na falta de seu dono. 

E anunciamos uma promoção exclusiva: os seguidores e fãs das redes sociais do Odontovet(Facebook e Twitter) que contratarem o serviço não pagarão a primeira parcela!

Para sabeer mais informações sobre o serviço e como contratá-lo acesse o site www.petassistbrasil.com.br ou ligue 0800 056 2409.

O que é a Pet Assist:

A ideia surgiu a partir da experiência da Pet Assist em perceber que a morte do dono é um dos motivos que faz crescer o índice de abandono e consequente aumento do número de animais de estimação que vivem sem alguém que se responsabilize pelo seu bem estar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães

Em caso de falecimento do segurado, um profissional especializado busca o cão ou gato onde ele estiver e o transporta da forma mais adequada e confortável até o seu novo lar na Pet Assist, que possui um amplo espaço especialmente adaptado para recebê-los.  Esse serviço visa replicar o ambiente em que o Pet vivia antes. Como benefício adicional, o segurado terá o direito, no dia-a-dia, a orientações online sobre o comportamento e saúde do animal.

Leia mais